quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

O amor...

O Amor....
O que se poderia dizer sobre o Amor...
Poderia dizer como Camões..
"Amor é fogo que arde sem se ver"
É ferida que dói e não se sente
É um contentamento descontente
É dor que desatina sem doer"

Mas, dizendo isto a alguém...nos dias de hoje...
Poderia pensar-se:
Chamo o INEM ou os Bombeiros.
Continuando com Camões...
"É um não querer mais que bem querer
É solitário andar por entre a gente
É nunca contentar-se de contente
É cuidar que se ganha em se perder"

O que se poderia pensar, duas coisas:
Psicólogo ou psiquiatra.
Camões continua dizendo....
"É querer estar preso por vontade
É servir a quem vence, o vencedor
É ter com quem nos mata lealdade"

E lá voltaríamos a pensar...
Sadomasoquista, o que é isto!!!
E fico por aqui…

1 comentário:

A minha vida pouco doce... disse...

Minha cara amiga, eu acrescentaria: "O poeta é um fingidor. FInge tão completamente, que chega a fingir que é dor, a dor que deveras sente." Mas, isso seria eu... Lol. Feliz dia dos solteirões.